melting-art-600X600.png

Um espaço com intervenções artísticas que pretendem desafiar conceitos e proporcionar experiências juntando a gastronomia e a arte.

RICARDO NICOLAU DE ALMEIDA

Ricardo Nicolau de AlmeidaEntrar no estúdio de Ricardo Nicolau de Almeida é uma experiência inesquecível, a quantidade, dimensão, diversidade e policromia são profundamente marcantes. 

Pensar que tudo vem do mar e das praias é quase impossível de conceber, mas é pura verdade. Desde 2014 que este artista portuense tem armazenado, categorizado, separado por cor e funcionalidade inúmeros objetos de plástico, ou detritos marinhos, encontrados na praia.

São restos de garrafas, caixas, palhinhas, bonecos, botas, tabuleiros, chupetas, Ricardo Nicolau de Almeida encontra utilidade artística e e enquadramento estético em todo o “plástico marinho”. Instalação, escultura, imagem e vídeo são formas de expressão do seu trabalho e as peças são usadas em prol da luta contra a poluição ambiental, montando uma vaga a que chama "artivismo". Para Ricardo, a natureza é a principal fonte inspiração para a sua atividade artistica e interventiva, atuando em favor da consciencialização. Também o desenho é, desde que se lembra, a sua principal ferramenta, e um recurso-chave no seu trabalho.

Ricardo estudou Design de Comunicação na ESAD, em Matosinhos, e no terceiro ano resolveu dedicar definitivamente a sua vida à arte. Passou os anos seguintes a pintar e fez mais de trinta exposições individuais e coletivas, onde os temas cardeais foram o autoconhecimento e a consciência.

Residências artísticas, exposições em espaços públicos, performances, divulgação em redes sociais, limpezas e construção de peças, envolvendo as comunidades, servem como diferentes formas de expressão para passar a sua importante mensagem, que faz agora chegar ao Melting Art, à boleia da Gastronomia, estendendo com corpo, forma e cor o painel da Consciência.

O projeto de Ricardo Nicolau de Almeida integra três momentos com diferentes formas de expressão.

foto-exposicao-600x750.jpg

INSTALAÇÃO SUPERTRUMP

ST é uma intervenção artística que pretende promover o auto-conhecimento e abrir espaço a uma discussão e consciencialização para o problema da poluição de plástico nos Oceanos e o efeito negativo que este provoca em todo o nosso ecossistema e que de facto ameaça toda a vida do planeta.

Com o apoio do Melting foi possível percorrer a costa litoral continental portuguesa quase na sua totalidade. Durante sete meses de praia em praia num exercício de conhecimento do território ao pormenor e numa superação física e mental, para um entendimento do problema da poluição em particular do plástico onde o oceano devolve parte do material que nele foi despejado.

Foi recolhido grande quantidade de material e transportado para o estúdio onde foi repensado e reaproveitado para compor as instalações apresentadas.

PERFORMANCE MONSTROS MARINHOS

A realizar no dia 16 de novembro

PLASTICIDADE

Plasticidade é um filme de cariz documental e ficcional. Desde 2012 que uma equipa acompanha, através da recolha de imagem o trabalho do artista plástico Ricardo Nicolau de Almeida. Desta forma começa-se a realizar PLASTICIDADE, filme produzido de um modo working progress.

A primeira versão foi apresentada, em dezembro de 2016, na galeria de arte A Sede.

A segunda versão foi feita no âmbito do evento cidademais 2017. E é tempo agora de termos uma versão adaptada ao Melting Gastronomy Summit.

MARIJE VOGELZANG

The trEATment disponível ao público de 14 a 16 de novembro.

Marije Vogelzang é uma eating designer holandesa. Foca a sua atividade em como as pessoas criam os seus hábitos, formas e rituais alimentares.

Fundadora do Dutch Institute of Food and Design, Marije Vogelzang é pioneira em design alimentar.

A sua intenção é criar uma abordagem mais consciente do ato de comer.

Como criamos alimentos, e o que, como e porque comemos.

Uma espécie de instalação sensorial, perceptual e imersiva que apela aos cinco sentidos. Tendo sempre como alicerce o ato de comer, o The trEATment convoca os participantes para uma experimentação nada habitual como comer pela mão dos outros.

Percecionar a intervenção da tecnologia na cultura alimentar, enfatizar o papel dos agricultores nesta era da inovação, e sublinhar a importância do design na cadeia alimentar são outros requisitos do trabalho desta holandesa, que estará disponível para todos os participantes do Melting Gastronomy Summit.

Login

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Integer luctus elit diam. Maecenas metus eros, mattis vitae ipsum ac, consectetur vehicula dui.
Recuperar Password?

Recuperar Password

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Integer luctus elit diam. Maecenas metus eros, mattis vitae ipsum ac, consectetur vehicula dui.

Registo

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Integer luctus elit diam. Maecenas metus eros, mattis vitae ipsum ac, consectetur vehicula dui.